• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

VÍDEO I Teto de casa desaba durante fortes chuvas; bebê se salva por pouco

Geral

VÍDEO I Teto de casa desaba durante fortes chuvas; bebê se salva por pouco

Prédio é dividido em três andares e foi atingido por grande quantidade de água, com efeito cascata e até correnteza

Foto: Leitor/whatsapp

As fortes chuvas que retornaram para o Espírito Santo na sexta-feira (06) deixaram prejuízos em diversas localidades capixabas. Em Vila Velha, o município que lidera o acumulado de chuva e está em aviso de alerta, uma família do bairro Cocal teve a casa completamente invadida pela água, após o teto desabar com a força da tempestade. 

No prédio onde tudo aconteceu, moram avó, filhos, netos e tio. A família tem um total de seis crianças e um jovem deficiente. No momento em que a primeira parte do teto cedeu, um bebê de apenas quatro meses tinha acabado de ser retirado do berço, lugar onde os pedaços de gesso caíram. 

Amanda Amorim, uma das moradores do local, afirma que toda a família entrou em desespero ao perceber o perigo e o prejuízo que a chuva causava. "Eu estava em casa lavando louça, quando as filhas da minha cunhada desceram gritando, pedindo ajuda. Naquele momento, o teto do meu quarto também começou a desabar, logo em seguida na sala e na varanda. Minha primeira reação foi colocar as crianças e nossos cachorros em um lugar seguro", afirma. 

Segundo o relato da moradora, muitos bens da família foram atingidos, já que a chuva caía dentro da casa. "Pegamos os aparelhos eletrônicos, tentamos salvar o que dava, mas muitas coisas ficaram molhadas, como televisão, cama e guarda-roupa. A água não parava de cair, estava muito forte, e cada vez abriam-se mais os buracos." 

O prédio é divido em três andares e, por conta disso, a água, que era em grande quantidade, veio em efeito cascata, inclusive com correnteza. "Estávamos tentando puxar a água. Começamos a sentir choque nas pernas, até que meu pai chegou e desligou o disjuntor de energia. Passamos a noite em claro, tentando conter a água no escuro mesmo. A água invadiu todos os apartamentos e desceu até inundar a garagem, ela estava muito forte, e tínhamos que ter cuidado para não sermos puxados pela correnteza", conta. 

Confira o registro do momento: 

A moradora ainda conta que o bairro Cocal ficou tão alagado que era possível ver cerca de 15 carros na rua. Os veículos estavam parcialmente submersos na água ou até mesmo flutuando. 

Apesar do susto, ninguém ficou ferido, e a família conseguiu se livrar da inundação depois que a chuva estiou. "Agora é trabalhar para correr atrás de todo esse prejuízo e refazer tudo que foi perdido", lamenta Amanda.