Suspeitos de envolvimento em assassinato de morador de rua em Vitória são indiciados

Polícia

Suspeitos de envolvimento em assassinato de morador de rua em Vitória são indiciados

O crime aconteceu em agosto de 2020, no bairro Mario Cypreste

Foto: TV Vitória
Frederico Caetano Dorneles, Felipe Rodrigues Ramos e Leonardo Ribeiro de Jesus

Três homens suspeitos de envolvimento no assassinato de um morador de rua foram presos e indiciados pela polícia. Rafael Ventura Fernandes foi morto a pauladas e facadas em agosto de 2020, no bairro Mario Cypreste, em Vitória

Frederico Caetano Dorneles, de 41 anos, Felipe Rodrigues Ramos, de 31 e Leonardo Ribeiro de Jesus, de 36 anos, são considerados pessoas perigosas pela polícia. Eles estão presos e devem responder por homicídio qualificado por motivo torpe e impossibilidade de defesa da vítima.

De acordo com o delegado responsável pela investigação do caso, Marcelo Cavalcante, os autores também eram moradores de rua. Segundo a polícia, apenas um dos suspeitos confessou o crime. Os outros dois alegam que apenas estavam na cena do crime, mas não participaram. 

O motivo do assassinato, de acordo com as investigações, foi uma briga entre os suspeitos e a vítima. Tudo isso porque Rafael teria se negado a vender objetos furtados pelo grupo.

O primeiro a ser preso foi Leonardo. Policiais prenderam o suspeito na casa dele, no bairro Caratoíra, em Vitória, no dia 9 de junho. O segundo a ser encontrado pelos policiais foi Frederico. Preso cerca de 15 dias depois na Vila Rubim, na capital. Felipe que, segundo a polícia, também participou do crime, já estava preso desde o ano passado por cometer um furto em um ônibus.

"Os autores são três indivíduos que formam uma pequena associação e que tinham o costume de se impor aos outros que também moravam na rua. Esse fato ficou comprovado e as pessoas em situação de rua tinham medo deles, já que andavam com facas e com isso faziam prevalecer suas vontades através da violência", afirmou o delegado.

Dos três suspeitos, Frederico é o que mais chama a atenção dos delegados porque contra o rapaz já tinha três mandados de prisão em aberto por roubo, furto e tentativa de homicídio.

O delegado confirmou que os três presos já foram indiciados pelo assassinato de Rafael.

*Com informações da repórter Milena Martins, da TV Vitória/RecordTV