• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Professor asfixiado por cadarço teria se desentendido com suspeito do crime

Polícia

Professor asfixiado por cadarço teria se desentendido com suspeito do crime

Em depoimento, o suspeito de 34 anos, que não teve o nome divulgado, negou o crime, mas para os investigadores o caso já possui provas contundentes de que ele foi o autor do assassinato

Foto: TV Vitória
Santa Teresa, região Serrana do Espírito Santo

Foi concluído o inquérito que investigava a morte de um professor de Artes em Santa Teresa. Altair Maciel de Freitas, de 46 anos, foi assassinado no dia 31 de julho. O caso foi finalizado pela Delegacia de Polícia (DP) da cidade e a vítima teria sido morta porque se desentendeu com o suspeito. 

O professor foi encontrado morto dentro do próprio carro, no bairro Centenário, com um cadarço em volta do pescoço. Segundo informações da Polícia Civil, a morte foi causada por asfixia por enforcamento. 

No dia 24 de agosto, o suspeito foi localizado em Santa Maria de Jetibá e a prisão foi realizada pela Polícia Militar (PMES). A ação aconteceu graças às informações enviadas pelo Disque-Denúncia 181. 

“Com essas informações, policiais civis e militares passaram a realizar buscas, até constatarmos que ele havia fugido da cidade”, explicou o delegado Fabrício Lucindo, titular da DP de Santa Teresa.

Em depoimento, o suspeito de 34 anos, que não teve o nome divulgado, negou o crime, mas para os investigadores o caso já possui provas contundentes de que ele foi o autor do assassinato. O homem foi encaminhado para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Aracruz e o inquérito segue com o Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES).