Suspeitos aproveitam 'saidinha do feriadão' para cometer crimes na Serra

Polícia

Suspeitos aproveitam 'saidinha do feriadão' para cometer crimes na Serra

De acordo com a polícia, 15 homens, fortemente armados, estavam na região para assassinar rivais que comandam o tráfico de drogas em Carapina Grande

Criminosos de Carapina Grande trocaram tiros com a Polícia Militar nesta terça-feira (12). De acordo com as investigações, a intenção dos bandidos era assassinar rivais do tráfico da região. Três suspeitos foram presos em flagrante. Um deles, usava tornozeleira eletrônica e estava de "saída temporária" do presídio. 

Foto: Reprodução TV Vitória

Toda a ação foi gravada por moradores. Com as imagens, é possível notar a troca intensa de tiros entre bandidos e PM. 

De acordo com a polícia, havia denúncia de que 15 homens, fortemente armados, estavam na região para assassinar rivais que comandam o tráfico de drogas do bairro. 

Diante da denúncia, as equipes da PM cercaram diversas ruas da região para impedir o ataque. Ao chegarem em um local, conhecido como "Canos da Favelinha", os militares foram recebidos com vários disparos vindos dos 15 indivíduos. 

Segundo os policiais, os agentes dispararam 96 tiros contra os criminosos. Com o fim do confronto, os criminosos fugiram e um dos suspeitos, que tem 21 anos, se rendeu após ser atingido na região da coxa direita.

No local, além do suspeito, a polícia apreendeu outras armas, carregadores e munições, que foram encaminhados para a Delegacia Regional da Serra. 

Foto: Reprodução TV Vitória

O jovem foi levado ao UPA de Carapina, onde recebeu o primeiro atendimento médico e depois foi transferido para um Hospital de Vitória. De acordo com a PM, ele estava com uma pistola calibre 380, com oito munições intactas.

Com a informação de que outros suspeitos fugiram em direção ao bairro Carapina Grande, os militares conseguiram abordar mais um envolvido no confronto. 

Segundo os agentes, o suspeito identificado como Yuri Anercinio, de 20 anos, também estava com uma pistola calibre 380, mas neste caso, com 12 munições intactas. 

O jovem, ainda tinha uma tornozeleira eletrônica, indicando que faz parte do grupo de mais de 2 mil presos, que receberam o benefício da "saída temporária" durante o feriadão

Na manhã desta quarta-feira (13), ele foi encaminhado para o Departamento Médico Legal de Vitória, antes de seguir para o presídio. Segundo informações, o jovem negou que tenha participado do confronto.

Enquanto faziam o registro do Boletim de Ocorrência, a guarnição da PM, ficou sabendo, que um homem de 39 anos, havia dado entrada no Hospital Jayme dos Santos Neves, após ser baleado. 

No local, o suspeito contou que havia sido atingido durante um tiroteio em Vitória. Os militares, ao averiguarem a ocorrência, reconheceram o homem como mais um participante do confronto.

De acordo com a PM, ele teria sido líder do tráfico do bairro Central Carapina e também aproveitou a "saidinha do dia das crianças", para restabelecer sua posição na região. 

Até a manhã desta quarta-feira (13), os suspeitos baleados seguiam internados sob escolta policial. 

A Polícia Civil informou, que os três homens foram autuados em flagrante pelos crimes de posse ilegal de arma de fogo e tentativa de homicídio qualificado. Ainda segundo ela, os dois atingidos serão encaminhados ao Centro de Triagem de Viana, assim que receberem alta do hospital. 

De acordo com a Secretaria de Justiça, Yuri Anercinio, possui registro por tráfico de drogas e Wanderson de Oliveira Moreira, cumpre pena na Penitenciária Semiaberta de Vila Velha, pelos crimes de furto e homicídio. 

Até a manhã desta quarta-feira (13), os suspeitos baleados seguiam internados sob escolta policial.