Prefeitura de Vitória anuncia aumento de 12,36% no salário de mais de 16 mil servidores

Política

Prefeitura de Vitória anuncia aumento de 12,36% no salário de mais de 16 mil servidores

Para os professores da rede municipal de ensino, o reajuste será retroativo ao mês de janeiro deste ano

Foto: Tiago Alenca/Folha Vitória


Reportagem: Tiago Alencar

Com o auditório da prefeitura lotado de apoiadores e funcionários do Executivo municipal, o prefeito de Vitória, Lorenzo Pazoloni (Republicanos), anunciou na tarde desta segunda-feira (04) o aumento de 12,36% no salários de todos os servidores da rede municipal. No total,  16.706  trabalhadores, sendo 12.243 ativos e 4.463 aposentados e pensionistas, serão beneficiados com o aumento nos vencimentos. 

O reajuste acontecerá em duas fases, com os primeiros 6% incidindo no salário dos servidores já no contracheque deste mês. Os outros 6% serão aplicados aos vencimentos de janeiro do ano que vem. Para bancar o aumento dos ativos e inativos, três vezes maior que os 4% concedidos em 2019, a prefeitura terá um impacto financeiro de R$ 68,1 milhões.

Em meio a uma chuva de aplausos e gritos de apoio de uma plateia majoritariamente formada por funcionários da prefeitura, Pazzolini falou sobre o reajuste aos servidores. "Estamos recompondo o poder de compra dos servidores públicos. Isso movimenta a economia, além de ser uma forma de valorizar quem  cuida da nossa sociedade", disse.

Magistério

O ponto fora da curva no que diz respeito à atualização do salário de quem é servidor de Vitória ficou por conta do tratamento diferenciado dado à remuneração dos professores da rede municipal de ensino. Na nova tabela do magistério, apresentada durante o anúncio feito pela prefeitura, os docentes em início de carreira, que têm no currículo apenas a graduação e que exercem cargo horária de 40 horas semanais terão os salários estimados em R$ 4.247,99,  com o reajuste.

O secretário de Gestão e Planejamento de Vitória, Regis Mattos, foi o responsável por apresentar e explicar a nova tabela remuneratória. Segundo Mattos, o reajuste aos professores deverá ser de  26 %  no salário inicial para graduação e de 20,1% para profissionais com especialização, mestrado e doutorado. Sendo assim, a média de reajuste salarial da categoria deverá ficar em torno dos 16%. 

"A atualização da tabela do magistério traz mais igualdade, diminuindo a diferença entre os extremos, de modo que quem está no início da tabela tenha um reajuste maior", frisou Mattos.

Outra diferença entre o reajuste dos professores e o dos demais servidores é que quem compõe o magistério receberá o aumento no salário de maneira retroativa, tendo como base o mês de janeiro deste ano, totalizando seis meses de reparação.

Câmara

O projeto com a proposta de reajuste aos servidores agora segue para a Câmara Municipal. Em conversa com a reportagem do Folha Vitória na última quinta-feira, o presidente da Casa, Davi Esmael  (´PSD), confirmou que receberia o documento nesta segunda-feira e que a matéria seria votada no dia seguinte ao recebimento, ou seja, nesta terça-feira (05).


Pontos moeda