Epidemia: ES registra 14 mortes por gripe em um mês

Saúde

Epidemia: ES registra 14 mortes por gripe em um mês

A maioria das vítimas era da Grande Vitória. Segundo a Sesa, cinco moravam em Cariacica, duas em Vitória e duas na Serra.

Gabriel Barros

Redação Folha Vitória
Foto: Alessandra Ximenes / TV Vitória
PA de Alto Lage, em Cariacica - Desde o inicio de dezembro, os PAs da Grande Vitória têm registrado aumento na procura de pacientes com sintomas gripais. 

O Espírito Santo registrou pelo menos 14 mortes por Síndrome Respiratória Aguda Grave provocada pelo vírus da Influenza no mês passado. De acordo com o boletim da Secretária de Estado da Saúde (Sesa), divulgado na tarde desta quarta-feira (12), todas as mortes foram registradas em dezembro.

Segundo os dados do Sistema de Informação de Vigilância Epidemiológica da Gripe (SIVEP-Gripe), que compõem o boletim, cinco mortes ocorreram entre os dias 05 e 11 de dezembro, uma ocorreu entre os dias 12 e 18, quatro entre os dias 19 e 25 e outras quatro entre os dias 26 e 31.

LEIA TAMBÉM: Epidemia de Influenza pode durar até dois meses no ES; segunda onda pode ocorrer em março

Entre as pessoas que morreram, duas tinham mais de 90 anos, três tinham de 80 a 89 anos, cinco de 70 a 79 anos, uma de 60 a 70 anos e três tinham menos de 59 anos.

A maioria das vítimas era da Grande Vitória. Segundo a Sesa, cinco moravam em Cariacica, duas em Vitória e duas na Serra. No interior, foram registradas mortes em Cachoeiro de Itapemirim, Vagem Alta, Presidente Kenedy, Linhares Nova Venécia, sendo uma em cada município.

Também foram confirmados 96 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave por Influenza no Estado ao longo de todo ano.

Desde o inicio de dezembro, o Espírito Santo vive uma epidemia de gripe. Os pronto atendimentos públicos e privados registraram aumento na procura de pacientes com sintomas de síndrome gripal. A fila de espera também cresceu e gerou muitas reclamações. 

LEIA TAMBÉM: Espera de 8 horas: pacientes reclamam da demora nos atendimentos em PA de Vitória

Ao todo, 17.859 amostras de casos suspeitos de síndrome gripal foram analisadas em 2021. Entre a primeira e a última semana epidemiológica do ano, houve a confirmação para o vírus da Influenza A em 840 amostras, o que representa uma positividade de 4,7%.

No entanto, a Sesa informou que os dados estão sujeitos a alterações devido a uma instabilidade no sistema de notificação do Ministério da Saúde. A secretaria destacou que aguarda o pleno restabelecimento do sistema para ter o balanço completo sobre a Influenza no Estado.

Gripe no ES: 776 casos foram registrado na primeira semana de 2022

De acordo com a Sesa, os exames analisados pelo Laboratório Central de Saúde Pública do Espírito Santo (Lacen-ES) tem indicado a predominância da Influenza A (subtipo H3N2) entre os casos de síndrome gripal.

Das 1.405 amostras de casos suspeitos de síndrome gripal analisadas na primeira semana epidemiológica de 2022, entre os dias 02 e 08 de janeiro, foram confirmadas 776 para Influenza A, positividade de 55,23%.

A Secretaria de Saúde disse que ainda aguarda os resultados de sequenciamentos genéticos de amostras que foram encaminhados à Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Em relação aos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave por Influenza, a Sesa destacou que não foram confirmados nenhum caso ou óbito neste ano. 

LEIA TAMBÉM: 

>> Epidemia de gripe causa falta de remédios nas farmácias da Grande Vitória

>> Vitória amplia horário e equipes em seis postos para atender pacientes com gripe

>> H3N2: Sesa investiga se epidemia de gripe no ES é causada por nova cepa da influenza