• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Regras de transição para aposentadoria podem entrar em vigor depois de promulgação da Reforma

Economia

Regras de transição para aposentadoria podem entrar em vigor depois de promulgação da Reforma

Quem já está trabalhando, poderá se aposentar por meio das regras de transição.

Foto: TV Vitória

Evitar que o brasileiro se aposente antes de uma determinada idade é o principal objetivo da Reforma da Previdência, que caminha para votação em segundo turno no Senado Federal. De acordo com a proposta, os homens deverão se aposentar com 65 anos e as mulheres com 62.

No entanto, somente quem começar a trabalhar com carteira assinada depois que a Reforma for promulgada terá que esperar a idade mínima. Quem já está trabalhando, poderá se aposentar por meio das regras de transição. Para quem falta dois anos, por exemplo, teria que acrescentar mais um ano (pedágio de 50%) para ter direito a se aposentar e 100% do valor dos benefícios.

No caso de pessoas que ainda precisam trabalhar mais de dois anos para se aposentar, pela regra atual esse pedágio será de 100%. Por exemplo, a mulher com 45 anos e 25 de contribuição que se aposentaria em 5 anos, agora terá que trabalhar 10 anos, se aposentando aos 55 anos. E quem este ano, mesmo depois da Reforma ser promulgada, atingir 35 anos de contribuição no caso dos homens e 30 no caso das mulheres, poderá se aposentar independente da idade.

As regras variam para servidores públicos e privados e também por categoria. Por conta disso, especialistas indicam que o ideal é que, depois de promulgada a Reforma, cada um procure o INSS para saber sobre o seu caso em particular.

Com informações do repórter Laércio Campos, da TV Vitória/Record TV!