Artista faz rimas criativas com palavras escolhidas pelo público e vira sucesso no ES

Entretenimento e Cultura

Artista faz rimas criativas com palavras escolhidas pelo público e vira sucesso no ES

Capixaba de coração, Soldado MC 027 se apresenta em ônibus, praias e praças da Grande Vitória

Thamiris Guidoni

Redação Folha Vitória

"É maravilhoso quando você faz algo levando amor e paz para as pessoas e recebe o mesmo". 

Foto: @soldadomc027

O amor pela música e o sonho de viver para a arte e da arte! Diego, mais conhecido como Soldado MC 027, tem 32 anos. Capixaba de coração, o artista nasceu em São Paulo, mas desde os 8 anos mora no Espírito Santo

Morador da Serra, ele faz rimas criativas a partir de palavras escolhidas pelo público e o rap surge na hora. Ônibus, praças, praias e seja lá em que lugar estiver, o que importa é levar amor, paz e afeto para as pessoas. 

"Meu estilo musical é hip hop e rap, mas também amo pagode, inclusive, tenho várias composições. Hoje em dia vivo da música e da arte. Trabalho de terça a domingo e assim levo minha vida."

O incentivo do público fez com que o artista seguisse com o sonho. Começando os trabalhos e apresentações nos coletivos da Grande Vitória, os elogios foram imediatos e fizeram toda diferença. 

"Na minha primeira vez no ônibus fiz rimas e passei o boné. Várias pessoas colaboraram com meu trabalho, e a partir dali, desse incentivo e das mensagens que recebi me parabenizando, me motivei e acreditei que o sonho é possível e que sim, eu poderia viver da arte e da música".

Pensando em melhorar a qualidade do trabalho, Soldado MC colocou como meta investir em equipamento e na imagem para ganhar ainda mais credibilidade com o público. 

"Comecei a juntar dinheiro porque precisava valorizar e melhorar meu trabalho. Passei a investir na minha profissão. Foi fazendo esse investimento a partir do que eu ganhava nos coletivos que mandei fazer uniformes e comprei uma caixinha de som maior e melhor".

O ACIDENTE

Depois de sofrer um acidente no trabalho, o MC, que sempre amou fazer rimas mas que não acreditava que poderia viver da arte, perdeu a visão do olho direito.

"Uma mangueira de ar soltou, bateu no meu olho direito e acabei perdendo a visão. Depois disso precisei buscar um novo rumo. Se já estava difícil conseguir um emprego com as duas visões perfeitas, imagina enxergando com apenas uma. A partir daí, tive a ideia de fazer música no ônibus."

E como quem acredita no sonho e no poder da música, Soldado fez do ocorrido, música. Uma canção que emociona, arrepia e nos faz repensar e pensar. OUÇA:

Desde o acidente, muitas coisas mudaram na vida do artista, mas ele garante que tudo acontece por um motivo.

"Sou muito temente a Deus. Hoje, vejo que não perdi a visão, mas que Ele me deu a oportunidade te ver a vida com outros olhos. Já ouviu o ditado: 'há males que vêm para o bem?'. Foi isso! Parece que antes eu era cego e não enxergava que poderia viver da música e da arte. Hoje vivo dela e sou muito feliz."

CAIXA DE VIAGENS

"Consigo viver da arte no Espírito Santo, mas o que mais busco é o reconhecimento do meu trabalho. Por isso levo minha arte e o nosso estado para outros estados".
Foto: Montagem MC

Soldado contou que nasceu e São Paulo, mas que se sente capixaba nato. Tanto se diz capixaba que na caixinha de som, que leva para outros estados, fez questão de colocar Soldado MC 027.

"Já fui para Porto Seguro, Rio de Janeiro e vou para Minas Gerais no dia 30. Nunca sou convidado para esses lugares, mas sou compromissado com o que quero e com meus objetivos. Tenho minhas 'caixas de viagens', então todo dinheiro que junto, uso para isso. Para levar minha arte por aí! É um trabalho completamente independente. Vou na cara e coragem!".

Há 3 anos o artista vive da música e acredita fielmente no sonho. Ao abordar as pessoas, ele pede que o público escolha algumas palavras, e a partir daí, faz a rima:

"O meu trabalho funciona assim: vou até as pessoas e digo: 'Oi. Prazer! Sou o Soldado MC, artista a praia, do ônibus, da praça. Meu trabalho é fazer música. Faço rimas criativas e na hora. Gostaria de mostrar meu trabalho e arte pra vocês. Pra isso, vou te pedir que me fale algumas palavras e faço virar música em rimas."

"Deus dá um dom para cada um, e tenho certeza que esse é o meu. Me sinto iluminado a cada história que faço conto em forma de rima e música".

E assim foi com o capixaba Filipe Pontes. Você já deve ter ouvido falar sobre ele, que é responsáveis por trazer para o Espírito Santo os maiores festivais de música eletrônica do Brasil. 

Filipe conheceu o MC na praia e garante que talento é o que não falta.

"Com certeza ele é um dos caras mais conceituados para fazer rimas do Espírito Santo. É muito talentoso! Ele chegou na praia, me pediu dez palavras e falou que gostaria de apresentar o trabalho dele. Me disse que faria um rap, e fez. É um artista super humilde". 

Ele prometeu, e cumpriu! Filipe deu as dez palavras, e o artista logo criou um rap contando parte da ligação dele com a música eletrônica e os eventos que acontecem no Espírito Santo. OUÇA: 

"Sempre quis viver da música, já me sinto realizado e sou muito feliz, mas meu maior sonho continua sendo ter reconhecimento!".

Instagram: @soldadomc027.
Pontos moeda