• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Zezé Motta fala sobre ataques racistas quando fez par romântico com Marcos Paulo em novela

Entretenimento

Zezé Motta fala sobre ataques racistas quando fez par romântico com Marcos Paulo em novela

A artista ainda contou que o autor da trama, Gilberto Braga, fez questão de colocar uma cena inspirada em uma situação de racismo que aconteceu de verdade na casa dele

Estadão Conteúdo

Redação Folha Vitória
Foto: Reprodução

Zezé Motta foi a entrevistada do Conversa com Bial exibido na noite da última sexta-feira, dia 20, e relembrou seu papel na novela Corpo a Corpo. Na trama, exibida na Globo em 1984, a atriz interpretava Sônia, uma jovem arquiteta de classe média que se apaixonava por Cláudio, vivido por Marcos Paulo.

"Preciso confessar uma coisa, Bial. Eu fiquei apaixonada pelo Marquinhos durante a novela. Não fui correspondida porque a Malu Mader fazia a novela também," brincou ela. Mas apesar das boas recordações, a novela trouxe também memórias tristes para Zezé, que falou sobre a repercussão do casal:

"Foi feita uma pesquisa para saber o que o público achava desse casal. E todos nós ficamos muito chocados com certas reações."

A atriz deu alguns exemplos para mostrar a violência dos comentários:

"Teve um senhor que falou que não acreditava que o Marquinhos Paulo estivesse precisando tanto de dinheiro para passar por aquela humilhação."

A artista ainda contou que o autor da trama, Gilberto Braga, fez questão de colocar uma cena inspirada em uma situação de racismo que aconteceu de verdade na casa dele. Na sequência, Cláudio leva Sônia para jantar e a empregada se recusa a servir, por causa da moça ser negra. Perguntada por Pedro Bial se a fama mudou a forma de ela sofria preconceito, Zezé deu o recado:

"Mudou, mas é o que sempre digo, se alguma Maria, algum João, algum José, estiver sendo violentado por uma questão de racismo, eu vou sempre fazer parte desse movimento de combater o racismo."