Moradora reclama: antiga sede de escola no bairro Adalberto Simão Nader está abandonada

Geral

Moradora reclama: antiga sede de escola no bairro Adalberto Simão Nader está abandonada

Moradora falou sobre a atual situação da antiga sede do Centro Municipal de Educação Infantil – CEMEI Clarionício Ramalhete

Aline Couto

Redação Folha da Cidade
Foto: Arquivo pessoal/Moradora

Uma moradora do bairro Adalberto Simão Nader, em Guarapari, que pediu para ter a identidade preservada, entrou em contato com a redação do folhaonline.es e relatou que a atual situação da antiga sede do Centro Municipal de Educação Infantil – CEMEI Clarionício Ramalhete, localizado no bairro, é de abandono.

“Ninguém limpa, está tudo aberto. Local ótimo até mesmo para abrir uma nova creche ou pré-escola, mas está abandonado pela prefeitura”, contou a moradora.

De acordo com o relato, desde março deste ano a escola está abandonada, com portões, janelas e portas abertas, além de estar servindo de esconderijo para moradores de rua e andarilhos. Segundo ela, há muita sujeira no local, insetos e água parada, ambiente propício para a proliferação do mosquito da dengue.

A moradora ainda falou que essas informações já foram enviadas para a Secretaria Municipal de Educação, mas não houve nenhum retorno e nada foi resolvido.

Foto: Arquivo pessoal/Moradora

Outro lado

Procurado, o Município de Guarapari, por meio da Secretaria Municipal da Educação (Semed), informou que a antiga sede da Escola Clarionício Ramalhete é monitorada pela equipe da Semed, que realiza limpezas internas e externas no imóvel periodicamente.

“Vale ressaltar que na área externa da antiga escola tem uma castanheira que, naturalmente, ocasiona acúmulo de folhas no chão e sempre que necessário são feitas manutenções e limpezas. O local encontra-se devidamente fechado e limpo, não havendo qualquer sinal de arrombamento nos portões ou janelas e portas”.

Sobre qual será a utilidade do local, agora com a escola desativada, o administração municipal comunicou que há projeto em andamento para uso do espaço em favor da comunidade e entorno e, até que isso aconteça, o Município continua zelando pelo patrimônio, salientando que a comunidade e adjacências tiveram grande ganho com a inauguração da nova sede do CEMEI Clarionício Ramalhete.