VÍDEO | 'Nova vida', diz jovem que ficou 3 meses internado após explosão de gás em Cariacica

Geral

VÍDEO | 'Nova vida', diz jovem que ficou 3 meses internado após explosão de gás em Cariacica

A explosão aconteceu no dia 19 de março deste ano, em Cariacica. O avó de Wallison não resistiu aos ferimentos e morreu

O jovem Wallison Djeimes Jesus Pereira, de 19 anos, voltou para casa após sobreviver à explosão de gás em Cariacica. A explosão aconteceu no dia 19 de março deste ano e ele precisou ser induzido ao coma para se recuperar do acidente. 

Leia mais: VÍDEO | Explosão de gás fere avô e neto e destrói casa em Cariacica

Foto: Reprodução TV Vitória
O pai do jovem contou que precisou largar o emprego para cuidar do filho

Wallison teve 80% do corpo queimado. Em casa, ele precisa de cuidados em tempo integral e para isso, a família conta com ajuda financeira de amigos. O pai, o pedreiro Marcos Antônio Santos de Souza, disse que a recuperação do filho é um milagre.

"Os médicos disseram que não sabiam se davam resposta de vida ou morte do meu filho, devido a situação da queimadura dele. Ele ficou em coma, não se movimentava, hoje ele mexe as pernas e braços normalmente. Para Deus isso é coisa mínima", relatou ele.

Após a explosão, a casa ficou destruída e uma moto foi parar embaixo dos escombros. As colunas do prédio de três andares onde fica a residência foram danificadas e o portão da garagem de uma das casas, a pelo menos 30 metros do local da explosão, foi arrancado.

No momento do acidente, estavam na residência o jovem e o bisavô dele, que não resistiu aos ferimentos e morreu. Walisson, após o retorno para casa, confessou que lembra pouco do acontecimento.

"Só lembro do fogo pegando em mim. Fui parar lá fora sentado, mas nem lembro como foi. Monte gente se aglomerando e vendo a nossa situação. Foi difícil ficar muito tempo longe da família e amigos. Graças a Deus, tenho nova vida e nova chance", agradeceu a vítima.

O pai de Wallisson contou que precisou parar de trabalhar para cuidar do filho. "Só volto a trabalhar quando ele estiver melhor. Ele depende de mim para banho, necessidades e acompanho ele na fisioterapia", confessou Marcos.

O jovem, antes da explosão, jogava futebol. Para o futuro, Wallison sonha em voltar a estudar e ajudar os pais.

"Quero estudar, ser alguém na vida e ajudar o meu pai", declarou ele.

>> VÍDEO | Especialista dá dicas para evitar acidentes com gás de cozinha

*Com informações do repórter Rodrigo Schereder, da TV Vitória/Record TV