Laboratório clandestino que fabricava suplementos é fechado no Sul do ES e responsável é preso

Polícia

Laboratório clandestino que fabricava suplementos é fechado no Sul do ES e responsável é preso

A investigação apontou que o suspeito estava produzindo e embalando produtos como creatina, bcca, chá verde e ômega 3, há cerca de dois anos

Foto: Divulgação/Sesp

Um laboratório clandestino, que fabricava suplementos e outros produtos direcionados à atletas e pessoas em dieta, foi alvo de uma operação da Polícia Civil de Guaçuí. 

A ação resultou na prisão de um homem de 35 anos e no encerramento das atividades criminosos do laboratório. 

Segundo os policiais, o responsável pelo local comprava matéria-prima e estava produzindo e embalando produtos como creatina, bcca, chá verde e ômega 3, há cerca de dois anos. Após denúncias, as equipes foram até o bairro Manoel Alves Siqueira, em Guaçuí. 

"Chegamos no local e fomos atendidos por um homem de 35 anos. No térreo não tinha nada, mas, ao chegarmos no terraço, encontramos uma máquina, cápsulas e produtos", conta o titular da Delegacia de Polícia do município, delegado Marcos Nery

Durante as investigações, foi descoberto que o homem não possui nenhuma formação na área de saúde e não tem licença para fabricar os produtos. De acordo com ele, os produtos eram vendidos pela internet para Bom Jesus do Itabapoana, no Rio de Janeiro. 

Por nota, a PC informou que o suspeito foi encaminhado a DP de Guaçui, onde foi autuado em flagrante pelo crime de falsificação de medicamento e foi liberado para responder em liberdade, após o recolhimento da fiança arbitrada pelo delegado de plantão. As investigações sobre o caso continuam.