VÍDEO | Prédio é alvo de vandalismo em Vila Velha

Polícia

VÍDEO | Prédio é alvo de vandalismo em Vila Velha

Na ação mais recente, o suspeito chegou com um objeto parecido com um martelo e bateu no vidro onde funciona uma clínica

Um homem foi flagrado quebrando vidros de pontos comerciais de um prédio que fica no bairro Divino Espírito Santo, em Vila Velha. O crime aconteceu na madrugada desta quinta-feira (23). Segundo comerciantes do prédio, o local já foi alvo de vandalismo outras vezes. 

Foto: Reprodução TV Vitória

Os vidros da entrada de uma clínica, que funciona no prédio, ficaram despedaçados e só não caíram porque a película externa está segurando. A ação dos suspeitos foi registrada por câmeras de segurança.

O suspeito chegou com um objeto parecido com um martelo e bateu no vidro onde funciona uma clínica. Em seguida, ele seguiu para outro ponto comercial do prédio. Após depredar os vidros, o suspeito ouviu um barulho e fugiu.

Após ter vários problemas com a insegurança, o condomínio colocou um alarme no local. Segundo o dono da clínica, Marcelo Catenacci, um paciente já teve a biciclista roubada duas vezes, em dias diferentes que esteve no prédio. 

"Ele vem para fazer a terapia, veio de bicicleta. Ele parou a bike no bicicletário do prédio. Da outra vez, ele veio com a bicicleta da esposa. Por causa do assalto, ontem a gente deixou de atender cerca de 40 pessoas". 

O síndico Deiverson Loureiro Ornelas afirmou que a insegurança tornou-se cotidiana na região. No último dia 13, um suspeito apontou a arma e exigiu a chave do carro de um homem que estava esperando uma pessoa no local. O assalto aconteceu por volta das 14h.

"Um visitante parou o carro na lateral. Ele ficou aguardando uma pessoa sair do prédio. Uma pessoa chegou para roubar o carro. O suspeito mandou ele andar, pegou o carro e saiu". 

Nem mesmo as plantas do jardim estão escapando da ação dos criminosos. Um vaso de planta que ficava na frente do prédio também foi levado por criminosos. 

O prédio conta com quase 200 salas comerciais. Os trabalhadores sentem falta de atenção da polícia. Apenas no caso registrado nesta quinta-feira, segundo o síndico, o Ciodes foi acionado três vezes, mas nenhuma equipe esteve no local.

"Quando acontece algum delito, o porteiro aciona polícia. A gente fez três chamadas, mas até o momento ninguém veio". 

A Polícia Militar afirmou que recebeu acionamento de um popular informando que um indivíduo com um pedaço de madeira teria quebrado os vidros de uma loja. O solicitante informou, ainda, que teria acionado o alarme do estabelecimento onde estava para assustar o criminoso, que já havia se evadido. Uma viatura realizou buscas pelas redondezas, mas o suspeito não foi localizado.

*Com informações da repórter Danielle Cariello, da TV Vitória/RecordTV