• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Ex-capa da Playboy presa em Vitória será transferida para o Distrito Federal

Polícia

Ex-capa da Playboy presa em Vitória será transferida para o Distrito Federal

A decisão foi tomada pela Justiça do DF nesta terça-feira. Flávia Tamayo foi presa em Vitória, em julho deste ano, suspeita de tráfico de drogas

Foto: Reprodução / Instagram

A Justiça do Distrito Federal decidiu, nesta terça-feira (15), que a modelo Flávia Bernardes Tamayo, de 22 anos, conhecida como Pamela Pantera, seja transferida do Espírito Santo para Brasília. Flávia, que já foi capa de revistas masculinas famosas, como a Playboy e a Sexy, foi presa no dia 20 de julho, em um hotel de Vitória, suspeita de fornecer drogas para clientes de uma rede de prostituição.

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal já havia concedido, na semana passada, um habeas corpus para que a modelo fique em prisão domiciliar. Na decisão desta terça, a Justiça determinou a transferência, com urgência, para o Distrito Federal, o que será feito por um órgão de Brasília. 

Por meio de nota, a Secretaria de Estado da Justiça (Sejus) afirmou que ainda não foi notificada da decisão judicial e, por isso, Flávia Tamayo permanece no sistema prisional  do Espírito Santo.

Também por meio de nota, a defesa de Flávia informou que  aguarda decisão do juízo da VEP/DF, autorizando o recambiamento determinado pelo 3 turma criminal do Tribunal de Justiça do Distrito Federal. Com a chegada de Flávia a capital federal , será viabilizado o cumprimento das medidas cautelares impostas pelo desembargadores.

Prisão

Presa na recepção de um hotel da capital capixaba, Flávia estava no Espírito Santo para tentar captar mais clientes para a suposta rede de prostituição, investigada pela polícia do Distrito Federal. Segundo a polícia, a suspeita participava de uma rede de garotas de programa de luxo, que tinha clientes de alto poder aquisitivo e que atuava na capital federal.

No dia da prisão, foi apreendida com Flávia uma pequena quantidade de droga para consumo próprio, uma quantia em dinheiro em espécie e um celular. A suspeita foi encaminhada ao sistema penitenciário capixaba.

Além de ser capa de revistas masculinas, Pamela Pantera atuou como atriz em filmes eróticos da franquia Brasileirinhas. Ela também oferecia uma espécie de cardápio sexual aos clientes mais assíduos.