• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Polícia Civil fecha farmácia clandestina no interior de Mimoso do Sul

Polícia

Polícia Civil fecha farmácia clandestina no interior de Mimoso do Sul

O proprietário do estabelecimento foi autuado em flagrante por tráfico de drogas, pela venda de medicamentos psicotrópicos, crime de relações de consumo e exercício irregular da profissão

Alissandra Mendes

Redação Folha Cachoeiro
Foto: Divulgação
No local, os policiais encontrados  medicamentos psicotr´ópicos, de venda proibida e vencidos

A Polícia Civil de Mimoso do Sul fechou uma farmácia, que funcionava de forma irregular no distrito de São José das Torres, no interior do município. A ação foi solicitada pelo Conselho Regional de Farmácia e pela Vigilância Sanitária. O proprietário do estabelecimento, de 38 anos, foi preso e autuado em flagrante.

De acordo com o delegado Rômulo Carvalho Neto, a farmácia não tinha alvará de funcionamento e o sanitário, e o proprietário não possuía cadastro no Conselho Regional de Farmácia. “No local encontramos medicamentos psicotrópicos, de venda proibida e até mesmo medicamentos vencidos”, explica.

Foto: Divulgação
A farmácia funcionava no interior de Mimoso 

Ainda segundo o delegado, durante a ação, foram encontrados medicamentos que indicavam ser de algum setor público. “O conduzido confessou, posteriormente, que ele e o irmão, que, segundo ele, era farmacêutico e trabalhava na farmácia do Hospital Menino Jesus, em Itapemirim, desviavam os medicamentos da unidade de saúde. Em conversa com a diretoria do hospital, descobrimos que o irmão não é farmacêutico e que não trabalha no hospital, e sim na farmácia básica que funciona junto ao hospital”, continua Rômulo.

O delegado ressalta que as investigações continuam para apurar o envolvimento do irmão do detido. “Vamos continuar para sabermos até onde vai o envolvimento do irmão”, completa.

O proprietário da farmácia clandestina foi autuado em flagrante por tráfico de drogas, pela venda de medicamentos psicotrópico e pela venda e medicamentos sob prescrição médica, crime com relações de consumo e exercício irregular da profissão. Ele foi encaminhado ao Centro de Detenção Provisória (CDP) de Cachoeiro de Itapemirim.