VÍDEO | Bandidos são presos após fazerem reféns durante assalto a loja em Cariacica

Polícia

VÍDEO | Bandidos são presos após fazerem reféns durante assalto a loja em Cariacica

A ação dos criminosos foi frustrada graças às imagens do circuito interno, que estavam sendo acompanhadas pela dona da loja

Uma vendedora e uma cliente de uma loja localizada na Avenida Expedito Garcia, em Campo Grande, Cariacica, viveram momentos de terror, no início da tarde desta sexta-feira (22). Elas foram rendidas por um homem e uma mulher, que se passaram por clientes para assaltar o estabelecimento.

A Polícia Militar foi acionada e conseguir deter a dupla, que foi encaminhada para a delegacia. Com eles, foram encontradas drogas, dinheiro e produtos que, segundo a polícia, eram roubados.

Essa foi a segunda tentativa de assalto na avenida em menos de 24 horas. Na noite de quinta-feira (21), um motorista foi baleado ao tentar fugir de três assaltantes, que o renderam enquanto ele estacionava o veículo.

Já na tentativa de roubo ocorrida no início da tarde desta sexta, os criminosos entraram na loja, se passando por clientes, mas anunciaram o assalto poucos segundos depois. Uma vendedora e uma cliente foram feitas reféns.

"Passou um casal na porta olhando para a porta e eu abri. Quando eu virei para pegar o sapato, ele colocou a arma nas minhas costas e mandou eu ficar quieta. Ele queria saber onde era o estoque. Ficou perguntando o tempo todo e dizendo que só queria as mercadorias. Aí nisso, enfiou a gente no banheiro, eu e a cliente. Mandaram a gente ficar quieta, que se a gente falasse alguma coisa, ia ser pior. Nesse momento, eu já estava desesperada, chorando muito", contou a vendedora, que preferiu não se identificar. 

Foto: Leitor | Whatsapp Folha Vitória
Câmeras de segurança registraram o assalto

Enquanto as duas estavam presas no banheiro, a mulher selecionava as mercadorias e as colocava em sacolas. Depois, eles levaram os produtos roubados para o carro. 

A dona da loja contou que teve um pressentimento e que, por isso, tentou ligar para a loja, mas ninguém atendeu. Desconfiada, ela decidiu checar as câmeras de segurança. 

"Eu liguei, mas não atenderam. Eu fui olhar a câmera e vi duas pessoas no estoque, com várias sacolas, enchendo as sacolas e fazendo a limpa. Eu entrei em contato com meu esposo, porque não consegui ligar para a polícia. Minha outra funcionária me ajudou e contatei o grupo que a gente tem ali da ladeirinha. O pessoal agiu rápido e a polícia também. E conseguimos botar eles na cadeia", disse a empresária, que também não se identificou. 

Quando os policiais militares chegaram, os suspeitos ainda tentaram ameaçar os PMs usando uma arma falsa. A polícia disparou contra os criminosos, que se entregaram.

"Dois já estavam dentro do carro e os outros dois (a mulher e o homem), que me abordaram, estavam entrando no carro. Eles simularam que estavam armados. Os policiais deram um tiro e eles se renderam", contou a vendedora. 

Um dos detidos disse aos militares que era apenas um motorista de aplicativo e que estava em uma corrida em andamento. No entanto, segundo os policiais, dentro do carro foram encontradas drogas e celulares. 

De acordo com a dona da loja, a sensação de insegurança é constante. "O que a gente tem é desespero, muita insegurança, muita tristeza. Afeta muito nosso psicológico também. Onde eu vou, eu fico muito assustada. Todo mundo que entra, a gente desconfia", afirmou a dona do estabelecimento. 

A Polícia Militar informou que, no veículo, foram encontradas uma bucha de maconha, um pino de cocaína, uma sacola plástica contendo 17 unidades de ecstasy, seis celulares, R$ 139,00 e peças de roupas roubadas da loja. Todos os indivíduos foram encaminhados para a Delegacia Regional do município.