Entenda como funciona a distribuição de doses da vacina contra covid-19 no ES

Saúde

Entenda como funciona a distribuição de doses da vacina contra covid-19 no ES

O subsecretário Luiz Carlos Reblin explicou que é o Ministério da Saúde quem determina se as doses serão destinadas para primeira ou segunda dose

Bianca Santana Vailant

Redação Folha Vitória
Foto: arquivo/ Tânia Rego/ Agência Brasil

Desde o início da semana, os agendamentos para vacina contra covid-19 realizados no Espírito Santo tem sido, em sua maioria, para a segunda dose do imunizante. Diante desse cenário, muitas pessoas questionaram se novas vagas para D1 seriam abertas. 

Em uma entrevista exclusiva para o telejornal Espírito Santo no Ar, da TV Vitória, o subsecretário estadual de saúde, Luiz Carlos Reblin, explicou que a distribuição de imunizantes para primeira e segunda doses é determinada pelo Ministério da Saúde. 

"O Ministério da Saúde faz uma distribuição das vacinas e já define para que  atividade aquela vacina será destinada. A última remessa foi só para vacina da segunda dose", disse. 

Leia também: Secretaria da Saúde estuda aplicar terceira dose de vacina contra a covid no ES

Chegada de novas doses 

Quase 50 mil novas doses de vacina contra a covid-19 chegaram ao Espírito Santo na madrugada desta terça-feira (20). Ao todo, o Estado recebeu do Ministério da Saúde 18.700 doses da AstraZeneca e 31.200 doses da CoronaVac para dar continuidade à imunização dos capixabas.

Ainda nesta terça, no final da noite, está previsto também a chegada de doses da Pfizer, além de mais doses da Astrazeneca. A expectativa do Governo do Estado é receber, ao longo desta semana, 158.800 doses de vacinas. 

"O Ministério da Saúde encaminha as doses da vacina e vai definindo para quais grupos elas serão destinadas. Por isso, se elas serão para a primeira ou segunda dose, não é o estado que toma essa decisão isoladamente", explicou Reblin.

Leia mais: Quase 50 mil doses de vacina contra a covid-19 chegam ao ES