3ª dose para todos em dezembro? Veja o que diz secretário do ES

Saúde

3ª dose para todos em dezembro? Veja o que diz secretário do ES

Nésio Fernandes, afirmou que existe a possibilidade de que o público com menos de 60 anos receba o reforço da vacina, mas que isso depende de alguns fatores

Bianca Santana Vailant

Redação Folha Vitória
Foto: FERNANDO FRAZÃO/AGÊNCIA BRASIL

Em uma entrevista coletiva na manhã desta quinta-feira (21), o secretário estadual de saúde, Nésio Fernandes, afirmou que existe a possibilidade que o público com menos de 60 anos receba o reforço da vacina. Essa imunização, no entanto, depende de alguns fatores. 

"É possível, ainda no final deste ano, havendo evidências que recomendem, havendo a disponibilidade de doses, no mês de dezembro, iniciarmos a vacinação (reforço) de pessoas com menos de 60 anos. Nós precisamos, no entanto, cumprir as metas de vacinação", disse. 

Nésio reforçou que, caso ocorra a aplicação dessas doses de reforço em todos os menores de 60 anos, ainda não é possível afirmar como ela irá acontecer. 

"Se for reconhecida e houver disponibilidade de doses para vacinar o reforço, e for necessário a vacinação de toda a população adulta com menos de 60 anos, nós pretendemos e entendemos que a melhor estratégia é a vacinação por faixas etárias, vacinação por grupo aberto, do que a vacinação por grupos específicos, como por exemplo, o grupo com comorbidades", afirmou Nésio Fernandes. 

No entanto, ainda segundo o secretário, "se a decisão for tomada para que seja iniciada pelo grupo com comorbidades ou outras atividades de risco e, principalmente, pela disponibilidade de vacinas, nós iremos adotar a estratégia que for melhor naquele momento, levando em consideração as recomendações para fins de resultados epidemiológicos e também a disponibilidade de vacinas", finalizou. 

Leia também: ES antecipa para 4 meses prazo para aplicação de doses de reforço em idosos

Mais de 300 mil pessoas ainda não retornaram para a  2ª dose no ES

Mais de 300 mil pessoas não retornaram para receber a segunda dose das vacinas contra a covid-19 no Espírito Santo. O número, segundo o subsecretário estadual de saúde, Luiz Carlos Reblin, é menor que o dos últimos dias, mas está longe de ser o ideal.

"Nós chegamos a 360 mil pessoas que não compareceram ao posto de vacinação no momento adequado. Esse número caiu para 300 mil pessoas", afirmou durante uma entrevista coletiva na manhã desta quinta-feira (21).

Ainda segundo Reblin, além da segunda dose, alguns capixabas, maiores de 60 anos, não procuraram as unidades de saúde para receber as doses de reforço contra a doença.

"Temos também 46 mil pessoas acima de 60 anos que já estão aptas e não vieram para tomar essa vacina", disse.

De acordo com o subsecretário, além de garantir a imunidade para o próprio cidadão, a vacinação desse público representaria um grande avanço para a proteção dos capixabas como um todo, elevando o índice da cobertura vacinal.

"Se esse conjunto de pessoas comparecer, vamos elevar o número que a gente mencionou antes de quase 70% para acima de 80% de cobertura da D2", concluiu.

Leia mais: Mais de 90% dos adultos tomaram a 1ª dose contra covid-19 no ES