• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Exposição fotográfica promove resgate da autoestima de mulheres com HIV

Saúde

Exposição fotográfica promove resgate da autoestima de mulheres com HIV

Mostra reúne 60 fotografias de 12 mulheres soropositivas convidadas a retratar cenas seu cotidiano

Foto: Divulgação/ Olhares PositHIVos

Ver o mundo pelos olhos de mulheres capixabas vivendo com HIV foi o ponto de partida da exposição fotográfica Olhares PositHIVos, que será aberta na Assembleia Legislativa, nesta segunda-feira (02), às 18h. O objetivo da mostra é, por meio da arte e do protagonismo das mulheres soropositivas no Estado, esclarecer os mitos que envolvem as formas de transmissão do HIV em mulheres. A exposição faz parte das ações do mês de luta contra a AIDS.

A mostra reúne 60 fotografias de 12 mulheres soropositivas que foram convidadas a retratar cenas seu cotidiano e do seu olhar sobre o mundo, reproduzindo imagens que as representassem. Ao longo de quatro meses as mulheres selecionadas participaram de oficinas, ministradas pela instrutora Priscilla Paiva, de introdução à fotografia, composição, prática da fotografia, de tratamento de imagens em celulares e fotografia em mídias sociais.

A exposição é parte do Projeto Olhares PositHIVos idealizado pelo psicólogo Gabriel Waichert Monteiro, membro do Coletivo Ningue Studio, em parceria com o Movimento Nacional de Cidadãs Posithivas (MNCP) e a Rede Nacional de Pessoas Vivendo com HIV no Espírito Santo (RNP+ ES). A realização contou com o apoio do Funcultura da Secretaria Estadual de Cultura do Estado do Espírito Santo, por meio do edital de Cultura de Diversidade Cultural.

Gabriel Waichert ressalta que, entre 2007 e 2018, foram notificados 77.812 casos de HIV em mulheres. “Como se não bastassem as dificuldades ocasionadas por uma sociedade segmentada em relações de gênero, ser mulher, vivendo com HIV, traz ainda uma série de especificidades que precisam ser dialogadas. Essa é o objetivo do projeto: Proporcionar a essas mulheres um novo olhar sobre a vida, promovendo visibilidade para as especificidades do que é ser mulher soropositiva nessa sociedade”, explica.

Debate

Na última quarta-feira (27), a exposição Olhares PositHIVos foi lançada oficialmente, no Cine Metrópolis (Ufes). Na ocasião, foi realizado um debate sobre as especificidades da trajetória das mulheres vivendo com HIV/AIDS, com a participação da professora Maria Amélia Lobado Portugal, doutora em Saúde Pública, e das principais representantes dos movimentos de mulheres vivendo com HIV/AIDS no Estado.

A exposição Olhares PositHIVos fica aberta à visitação na Assembleia Legislativa até 20 de dezembro. O horário de funcionamento é das 7h às 19h. A Assembleia fica na Av. Américo Buaiz, 205, Enseada do Suá, Vitória.